Confira seis palestras imperdíveis sobre processos industriais que serão apresentadas nesta semana

Dois cursos sequenciais prometem trazer temas altamente relevantes, e até polêmicos,  sobre processos industriais. O primeiro é 7° Curso de Recepção, Preparo e Extração, que acontece na quarta-feira, 29 de novembro, no dia seguinte, 30 de novembro, acontece o 5° Curso de Fabricação, Secagem e Embalagem de Açúcar, ambos ocorrerão no Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho (SP).

Confira a seguir ao menos seis dos temas que serão abordados durante os cursos:

  1. O problema do pó nas cargas de açúcar

    Falhas no processo industrial acarretam em prejuízo para as usinas de cana-de-açúcar. Dentre os problemas, um dos mais críticos e que afeta diretamente o bolso do produtor, está no acumulo de pó na carga do adoçante enviada para os terminais. O consultor Antônio Carlos Viesser, explica que uma das razões que causam este problema é resultado do uso de equipamentos desgastados que permanecem inseridos no processo produtivo.

  2. Como reduzir custo sem afetar o tratamento do caldo primário

    “Há uma geração de novos gestores que está em busca de reduzir custos do processo de tratamento do caldo a qualquer custo. O resultado é um caldo clarificado de péssima qualidade, que acaba dando prejuízo, porque redunda em subprodutos de baixa qualidade que serão vendidos mais baratos”, critica José Ieda Neto, engenheiro químico e consultor industrial. Ieda dará dicas de como ser eficaz no tratamento de caldo operacionalizando com baixo custo na palestra Tratamento de Caldo — Fazendo o que deve ser feito

  3. Especialista anuncia nova era de extração de caldo com média de 97,5%

    O consultor em gestão de ativos, Cezar Faiad Neto, da Otimiza, afirma que atualmente é possível operar a moenda de forma que ela desempenhe uma extração média de 97,5%. “Estamos entrado numa nova era de extração, onde já se pode visualiza 97,5% como algo factível. Isso depende de como fazer o melhor arranjo, seja adequando um terno de moenda na frente ou adaptando o terno de moenda na parte de trás, usando camisa de alta drenagem ou não, e onde colocá-la”, explica Faiad.

  4. Engenheiro revela como clarificar açúcar por carbonatação

    Conheça o case do Ingenio Aguaí, da Bolívia, que obtém açúcar de qualidade sem o uso de enxofre e utiliza o CO2 da fermentação. O Ingenio Aguai, localizado na Bolívia possui umas das plantas mais modernas, tecnológica e seguras da América do Sul. Uma das razões está na escolha do processo de fabricação de açúcar: a carbonatação. Que gera açúcar de qualidade, exportado pela usina para vários países.

  5. Como clarificar açúcar por fosfatação sem uso de enzimas

    Para uma produção de açúcar de alta qualidade, utilizando cana-de-acúcar com elevado conteúdo de contaminantes, como cinzas, cor, amido, dextrana, o uso da tecnologia de clarificação por fosfatação, sem o uso de enzimas, é uma importante saída utilizada atualmente. O diretor da Sugar & Azucar Engenharia e Consultoria, Marcos Eduardo Katsuda Ito, trará todos os detalhes desta tecnologia e o potencial de seus resultados.

  6. Gerenciamento de variáveis fez usina economizar 600 mil reais

    Durante a safra 2017/18 um estudo realizado pelo engenheiro industrial da unidade Cruz Alta, do Grupo Tereos, Marco Antonio de Freitas, fez com que a unidade economizasse 600 mil reais diminuindo em 27% sua perda de bagaço. O engenheiro apresentará os detalhes durante sua palestra.

Hoje é o penúltimo dia para se inscrever e participar dos cursos que terão outras apresentações imperdíveis e altamente relevantes.

Entre no site www.sinatub.com.br, confira a programação completa dos dois cursos e se inscreva!

Mais Informações
Telefone: (16) 3512.4300
Whatsapp: (16) 99119-5368
E-mail: thais@procana.com.br

X