Confira os resultados financeiros da Atvos na safra 2017/18

Atvos divulgou nesta terça-feira (26/06) o balanço referente à safra 2017/2018. A empresa encerrou o período com resultado líquido positivo de R$ 294 milhões.

Já a geração operacional de caixa foi da ordem de R$ 1,1 bilhão, o que possibilitou a realização de seus investimentos, mesmo em um ciclo desafiador para o setor.

A empresa fechou a safra com receita líquida de R$ 4,2 bilhões, 4% abaixo de 2016/2017. O EBITDA totalizou R$ 1,5 bilhão no período, com margem de 36%, o que significa 4% abaixo de 2016/2017. Já o EBITDA ajustado, desconsiderando o valor justo dos ativos biológicos, cresceu 4% na comparação com o mesmo período.

No período, a Atvos moeu 25,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e produziu 1,8 bilhão de litros de etanol, 456 mil toneladas de açúcar VHP, além de ter exportado 1,8 mil GWh de energia elétrica.

O resultado foi impactado, principalmente, por fatores climáticos como estiagem prolongada e geadas, além da queda observada nos preços de etanol no início da safra, decorrente do fim do crédito presumido de PIS e Cofins, ocorrido em 31 de dezembro de 2016, e da alta oferta do produto no final da safra 2016/2017.

Três das oito unidades agroindustriais da empresa em operação foram atingidas por geadas registradas nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, que provocaram perdas em 40 mil hectares de área plantada.

Importações

A queda nos preços do etanol registrada no Brasil na última safra também impactou nos resultados financeiros.

“Além do preço ESALQ, que ficou 4% abaixo da safra anterior, o alto volume de importações no primeiro semestre de 2017 teve reflexo direto no preço inicial da safra 2017/2018. O cenário atual de cambio e petróleo, devem permitir uma recuperação dos preços da safra 18/19 em relação aos praticados na safra anterior”, explica Alexandre Perazzo, vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores.

Apesar das dificuldades enfrentadas pelo setor sucroenergético, a Atvos seguiu seu plano de investimentos e aportou cerca de R$ 570 milhões, 27% a mais do que o realizado na safra anterior. Foram plantados cerca de 57 mil hectares de cana, volume 16% maior do que em 2016/2017.

“Dentro do nosso planejamento, esperamos que esse aumento significativo do plantio se reflita em uma moagem maior nos próximos ciclos”, afirma Celso Ferreira, vice-presidente de Operações e Engenharia da empresa.

Incremento de produtividade

Durante a safra 2017/2018, a empresa manteve seu foco na busca pelo incremento da produtividade, principalmente no campo, com a adoção de tecnologias avançadas e mais eficientes, como piloto automático, Veículos Aéreos não Tripulados (Vants), plantadoras automatizadas e monitoramento por satélite de 100% do canavial, além da revisão da estratégia nutricional do canavial que suportará o crescimento dos próximos anos.

“Aprimoramos nossas práticas agrícolas de forma que, já a partir da safra 2018/2019, tenhamos resultados positivos decorrentes, por exemplo, do aumento na aplicação de

corretivos, mudanças nas técnicas de adubação e redução nas perdas decorrentes do processo de colheita”, pontua Ferreira.

Outro destaque importante foi o fortalecimento do programa de fornecedores de cana, Parceiros Mais Fortes, que proporciona um efeito positivo com a geração de emprego e renda para os municípios. Os parceiros agrícolas forneceram aproximadamente 25% do total da cana processada no período.

Os impactos ocasionados pelos efeitos climáticos e preços de etanol foram parcialmente compensados com seu programa recorrente de competitividade focado em redução de custos e ganho de eficiência, que proporcionou economia de cerca de R$ 280 milhões no período.

Safra 18/19

Para a safra 2018/2019, a Atvos investirá em torno de R$ 600 milhões em renovação e expansão de canaviais, equipamentos agrícolas e aprimoramentos industriais.

“A empresa teve um crescimento anual composto (CAGR) de 41% no EBITDA, entre 2013/2014 e 2017/2018, e está pronta para o cenário de oportunidades e o futuro promissor do setor de bioenergia”, acrescenta Perazzo.

A Atvos projeta moer 29,3 milhões de toneladas de cana na safra 2018/2019, com a produção de 2,2 bilhões de litros de etanol, 321 mil toneladas de açúcar VHP e 2,1 mil GWh de energia elétrica exportada.

Acesse em PDF o relatório da Atvos da safra 2017/18:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

X