Como foram as vendas de etanol hidratado em janeiro de 2018 na região Centro/Sul

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Foto: Alessandro Reis/JornalCana

Na 2ª metade de janeiro de 2018, a moagem de cana-de-açúcar na região Centro-Sul atingiu 407,42 mil toneladas. Praticamente todo este volume foi processado por unidades produtoras do Estado do Mato Grosso do Sul.

Leia mais: Usina do Mato Grosso do Sul tem aval para até 700 metros cúbicos diários de etanol 

Na segunda quinzena de janeiro, a produção de açúcar foi irrisória (apenas 4,42 mil toneladas), enquanto o volume fabricado de etanol somou 67,46 milhões de litros. Antonio de Padua Rodrigues, diretor Técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), destaca que “quase 60% desse volume corresponde à produção de etanol a partir do milho, que tem apresentado intensa expansão ao longo da atual safra”.

 Leia mais: Usina Uberaba tem capacidade de produção de etanol autorizada para 2018

Segundo dados levantados pela entidade, nos últimos 15 dias de janeiro, a produção de etanol de milho alcançou 39,20 milhões de litros, com praticamente todo esse montante referente ao biocombustível hidratado (37,52 milhões de litros). Já no acumulado desde o início da safra 2017/2018 até 1º de fevereiro, o volume do renovável fabricado a partir do milho totalizou 391,85 milhões de litros (322,07 milhões de litros de hidratado e 69,79 milhões de litros de anidro), volume 130% superior ao valor registrado em igual data do ciclo 2016/2017.

Leia mais: 10 informações sobre recém-lançado veículo movido a biometano 

No início de fevereiro, 6 unidades ainda estavam processando cana no Centro-Sul, sendo que destas, uma que havia concluído a safra ao final de 2017 voltou a moer na segunda metade de janeiro. A título de comparação, no mesmo período da safra passada, 11 empresas estavam em atividade na região. 

Leia mais: São Martinho anuncia divulgação de resultados financeiros 

No acumulado da safra 2017/2018 até o momento, a moagem somou 583,96 milhões de toneladas, queda de 1,66% sobre igual período do ciclo 2016/2017 (593,82 milhões de toneladas). Dessa quantidade, 53,10% foi destinada à produção de etanol, que totalizou 25,33 bilhões de litros (14,72 bilhões de litros de hidratado e 10,61 bilhões de litros de anidro). A produção acumulada de açúcar, por sua vez, atingiu 35,83 milhões de toneladas.

Vendas de etanol

As vendas de etanol hidratado ao mercado interno pelas unidades do Centro-Sul seguiram aquecidas em janeiro. O montante comercializado no mês atingiu volume recorde para o período, com um total 1,36 bilhão de litros, representando crescimento de 51,77% sobre o mesmo período de 2017. Deste volume, 705,47 milhões de litros foram comercializados nos 15 dias finais do mês. “Esse volume etanol hidratado em janeiro representa a substituição de cerca de 1 bilhão de litros de gasolina no mercado doméstico”, destaca Antonio de Padua.

Leia mais: A expansão do etanol de milho depende do RenovaBio. Saiba o porquê 

Em relação ao etanol anidro, o volume mensal comercializado no mercado doméstico somou, em janeiro, 763,87 milhões de litros, dos quais 399,20 milhões de litros foram vendidos na segunda quinzena do mês.

Leia mais: 5 usinas de cana autorizadas a produzir até 1,2 mil cúbicos diários de etanol hidratado

No agregado de abril de 2017 até janeiro de 2018, as vendas de etanol pelas unidades do Centro-Sul totalizaram 22,22 bilhões de litros, com 1,36 bilhão de litros direcionados para exportação e 20,87 bilhões de litros ao mercado doméstico.

Leia mais: Redução na oferta favorece alta no preço do etanol hidratado, explica Cepea 

Internamente, o volume acumulado de etanol hidratado comercializado (12,92 bilhões de litros) supera em 3,94% aquele apurado no mesmo período da safra passada.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.