Colômbia: mistura poderá ser promulgada no final do mês

O assunto da reunião da comitiva brasileira com autoridades colombianas na semana passada, foi a criação do programa do álcool colombiano. Maurílio Biagi, conselheiro da Companhia Energética Santa Elisa – CESE e da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo – Unica, integrante da comitiva, disse que o programa começa a criar forma através da lei que determina adição de 10% de anidro à gasolina a partir de 2005. “O presidente Uribe quer promulgar a lei até o próximo dia 30 de junho”, afirma Biagi, que está convencido de que a lei será assinada neste prazo.

A comitiva se reuniu com o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe Vélez; cinco ministros de estado e o presidente da estatal de petróleo, a Ecopetrol. A comitiva brasileira esteve também com o Ministro da Agricultura y Desarrollo Rural, Carlos Gustavo Cano Sanz e com o ministro das Minas, Luiz Ernesto Mejía. “Encontrei um planejamento muito bem elaborado pelo Ministério da Agricultura para a implantação do programa”, afirma Biagi.

As informações são da assessoria de imprensa da CESE.

Colômbia: mistura poderá ser promulgada no final do mês

O assunto da reunião da comitiva brasileira com autoridades colombianas na semana passada, foi a criação do programa do álcool colombiano. Maurílio Biagi, conselheiro da Companhia Energética Santa Elisa – CESE e da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo – Unica, integrante da comitiva, disse que o programa começa a criar forma através da lei que determina adição de 10% de anidro à gasolina a partir de 2005. “O presidente Uribe quer promulgar a lei até o próximo dia 30 de junho”, afirma Biagi, que está convencido de que a lei será assinada neste prazo.

A comitiva se reuniu com o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe Vélez; cinco ministros de estado e o presidente da estatal de petróleo, a Ecopetrol. A comitiva brasileira esteve também com o Ministro da Agricultura y Desarrollo Rural, Carlos Gustavo Cano Sanz e com o ministro das Minas, Luiz Ernesto Mejía. “Encontrei um planejamento muito bem elaborado pelo Ministério da Agricultura para a implantação do programa”, afirma Biagi.

As informações são da assessoria de imprensa da CESE.

X