Colheita será em média 14,5% maior

O incremento de 14,45% na produção de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul neste ano (passando de 8,3 milhões de toneladas para 9,5 milhões de toneladas) vai representar um crescimento de 18% na produção de açúcar, deverá passar de 390 mil toneladas para 420 mil toneladas, e de 14,2% no álcool, que subirá dos 420 milhões de litros produzidos em 2002 para 480 milhões de litros nesta safra.

A previsão é do Sindicato das Indústrias de Álcool de Mato Grosso do Sul (Sindálcool) que aguarda com expectativa a chegada de novas indústrias ainda este ano ao Estado, confiante na elaboração do programa de incentivos para a cadeia produtiva do setor.

Mesmo sem um detalhamento oficial, o programa buscará integrar todos os elos da cadeia de produção de cana-de-açúcar no Estado, do cortador até o consumidor.

A safra de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul começou este mês e prossegue até novembro. Segundo dados do IBGE, foram plantados nesta safra 122,8 mil hectares de cana, com um rendimento médio previsto de 74,4 mil quilos por hectare.

Mais álcool – A ênfase da produção das usina este ano está no álcool, diante do compromisso assumido com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, de garantir o abastecimento do produto nas bombas. Vale lembrar que a partir de 1º de junho aumenta a adição de álcool à gasolina que passará dos atuais 20% para 25%.

Mato Grosso do Sul, por exemplo, exporta 2/3 de sua produção de álcool para outros Estados.

Contudo, pelos números do Sindálcool, a produção mais expressiva será realmente de açúcar nesta safra.

X