Coaf/AFCP fortalece cooperativismo rural em PE e fatura R$ 11 milhões

Lima,
Lima: produtor de cana terá peças com preços mais baixos

Embora a previsão anual fosse de faturar R$ 8 milhões, a Cooperativa do Agronegócio da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (Coaf/AFCP) já atingiu nos últimos 12 meses o montante de R$ 11 milhões. O segredo do desempenho está no método que aplica em favor dos seus agricultores cooperativados. Ela aposta na diversificação do portfólio de produtos agropecuários comercializados com preços abaixo dos praticados no mercado, já que atua para baixar custos de produção da cana e de pastagens, estratégicos para entidade.

Além de comercializar fertilizantes e herbicidas para cana e pastagens a preços diferenciados do mercado, bem como ferramentas e utensílios e várias linhas de pastagens, a Coaf passará a comercializar também peças para tratores de todas as marcas e ainda implementos agrícolas. A novidade começa a partir de segunda-feira (10). A Cooperativa, que fica na Av. Mascarenhas de Moraes, no bairro da Imbiribeira no Recife (PE), já realizou cadastro com as várias distribuidores locais dessas peças e também está buscando firmar parcerias com as indústrias do segmento.

“A nossa intenção é trazer também a indústria de peças de tratores para perto do produtor de cana e com preços mais baixo que os praticados no mercado”, explica o gerente comercial da Cooperativa, Hermano Interaminense. O gestor conta que peças de tratores é uma demanda cotidiana dos agricultores. O trator é essencial para a produção da cana-de-açúcar e o gasto com peças é um dos fatores que encarecem os custos de produção. Desse forma, como a Coaf tem como missão atuar para buscar baixar tais custos dos seus cooperativados, a direção da entidade decidiu inserir estes produtos no seu portfólio.

“Desde 2010, quando foi criada, a Coaf/AFCP se destaca pelo valor diferenciado dos produtos comercializados para os seus cooperativados. E isso ocorre justamente porque esta é a sua finalidade: baixar custos de produção da cana e agora também de outros setores agropecuários”, diz o responsável por sua criação, Alexandre Andrade Lima, presidente da AFCP e da Coaf. É por isso que a Cooperativa continua crescendo. Ela inclusive já possui uma filial em Timbaúba desde 2015.

X