Chuvas atrapalham a moagem de cana na primeira quinzena de outubro

A moagem de cana da safra 2008/09 na região Centro-Sul do país ficou 3% inferior nesta primeira quinzena de outubro sobre o mesmo período da safra anterior, com 28,76 milhões de toneladas. Em São Paulo, principal Estado produtor do País, a moagem da quinzena ficou 7,52% inferior à do mesmo período na safra anterior, e 14,34% abaixo do total da segunda metade de setembro, de acordo com levantamento da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

As chuvas na região prejudicaram a colheita da matéria-prima na metade do mês de outubro. Com isso, houve queda no aproveitamento das usinas.

A quantidade de açúcares obtidos por tonelada de cana esmagada também caiu 6,2% se comparada com a mesma quinzena da safra 2007/08, ficando em 153,02 quilos contra 163,15 quilos um ano atrás. No acumulado da safra 2008/09, o total de cana moída na região Centro-Sul atingiu 378,8 milhões de toneladas, 7,4% acima do total para o mesmo período na safra anterior. No mesmo período, a produção de açúcar ficou 6,03%, ou 1,3 milhão de toneladas, inferior à do mesmo período no ano passado, indicando que a produção de açúcar na safra 2008/09 será inferior ao total produzido na safra anterior, quando o total chegou a 26,2 milhões de toneladas.

Desde o início da safra 2008/09, 40,61% da cana moída foi direcionada para açúcar e 59,39% para etanol. Até 15 de outubro, a produção do etanol anidro atingiu 6,2 bilhões de litros enquanto a de etanol hidratado totalizou 12,28 bilhões de litros. A produção total de etanol está 14,53% acima do total atingido até 15 de outubro na safra passada.

Cinco novas unidades iniciaram a moagem na primeira quinzena de outubro, elevando o total de novas unidades iniciando atividades na atual safra para 25. Outras quatro unidades mantêm sua programação de início de atividades durante a atual safra, enquanto três unidades efetivamente postergaram o início para a safra 2009/10.

O mercado interno de etanol continua aquecido, com uma média de vendas pelas unidades produtoras da região Centro-Sul de 1,7 bilhão de litros mensais, sendo 0,5 bilhão de etanol anidro e 1,2 bilhão de hidratado. Do início da atual safra até 15 de outubro, as unidades produtoras embarcaram para o mercado externo 3,16 bilhões de litros, sendo 50% de anidro e 50% de hidratado.

X