Chuva prejudica usinas do Centro-Sul, mas ‘ajuda’ as do Nordeste

Colheita no interior paulista: penalizada pelas chuvas
Colheita no interior paulista: penalizada pelas chuvas

As chuvas que só deram uma trégua no fim de semana, depois de cinco dias seguidos, prejudicam as usinas de cana-de-açúcar de estados da região Centro-Sul do País. No interior paulista, conforme apurou o Portal JornalCana, a maioria das unidades interrompeu a safra na semana passada.

Leia mais: Chuvas interrompem a safra na maioria das usinas

Mas se a chuva é problema para o setor sucroenergético do Centro-Sul, não é para as unidades da região Nordeste do País.

“As chuvas ajudam na maturação da cana para a safra 16/17”, afirma Renato Cunha, presidente do Sindaçúcar-PE, entidade representativa das unidades produtoras de Pernambuco, estado no qual é intenso o registro de incidências pluviométricas nas últimas semanas.

Leia também: Estiagem causou sérios estragos à safra no Nordeste

No caso de Pernambuco, onde a safra está programada para ter início entre a segunda quinzena de agosto e começo de setembro próximos, atualmente a cana-de-açúcar vivencia a fase de maturação, na qual as chuvas são providenciais.

“Com os bons registros de chuvas, esperamos chegar a entre 60 e 65 milhões de toneladas de cana para a safra 16/17 na região Nordeste”, diz Cunha. A safra 15/16 foi seriamente penalizada pela estiagem e ficou em 49 milhões de toneladas.

 

X