Carros serão abastecidos com etanol brasileiro

O Brasil é o mais novo fornecedor de etanol para a Fórmula Indy, que já utiliza o combustível em seus carros. A negociação com a Indy Racing League, organizadora da competição, está sendo conduzida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O Acordo foi anunciado nesta segunda-feira pela Ministra-Chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, em São Paulo, durante a abertura da 1ª Exposição Internacional de Biocombustíveis, que contou também com a presença dos ministros Miguel Jorge (Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior), Reinhold Stephanes (Agricultura), Edison Lobão (Minas e Energia) e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Memorando de entendimento foi assinado entre o presidente da Apex-Brasil, Alessandro Teixeira, e o presidente da Indy Racing League, Terry Angstadt. Além de ocupar espaço como patrocinador da Fórmula Indy, o etanol e sua cadeia produtiva serão divulgados em eventos paralelos nas etapas da Indy Car nos Estados Unidos, Canadá e Japão. A meta da Apex-Brasil é utilizar a Fórmula Indy como plataforma para promover outros setores com potencial para exportar para estes mercados, tais como alimentos, máquinas e equipamentos. “A ação faz parte da estratégia desenvolvida pela Apex-Brasil de promoção do biocombustível brasileiro como alternativa de energia limpa e sustentável”, explica o presidente da Agência, Alessandro Teixeira.

A parceria entre Apex-Brasil e Indy Racing inclui também ações de mídia e junto ao público formador de opinião, incluindo jornalistas especializados. O acordo que está sendo negociado prevê o fornecimento de etanol e biodiesel para abastecer todas as etapas da temporada de 2009. O consumo da Fórmula Indy é de 120 mil galões de etanol, o que corresponde a 454 mil litros, consumidos nos testes, warm-ups, treinos livres e corridas das etapas que acontecem nos Estados Unidos, Canadá e Japão.

X