Cana representa 17,4% do PIB do agronegócio de Minas Gerais

(Foto: Pixabay)

A cana-de-açúcar e seus derivados (etanol e açúcar) representam 17,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio do estado de Minas Gerais.

Em valores, o peso da cana no PIB do agro mineiro é de R$ 36,63 bilhões.
No total, o PIB do agro chega a R$ 210,05 bilhões.
As informações estão no Relatório PIB Agro – Minas Gerais é publicado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), com o apoio financeiro da Seapa (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais) e apoio operacional e técnico da Federação da Agricultura de Minas Gerais (Faemg) e do Senar Minas.
Recuo de 0,15%
Apesar do peso da cana, o PIB do agronegócio de Minas deve recuar 0,15% ante o PIB de 2016. A queda é estimada levando-se em conta os dados de janeiro último.
Com o resultado, o PIB do setor foi estimado em R$ 210,05 bilhões. O resultado negativo deve ser provocado pela queda na agricultura, 0,48%, enquanto a pecuária deve registrar alta de 0,27%.
A produção menor de café é um dos fatores que justificam a retração. Mesmo com a tendência inicial de queda, o resultado é considerado positivo, visto que em 2016 o PIB do agronegócio mineiro cresceu 8,41% e alcançou R$ 210,37 bilhões.
X