Cana provoca as maiores perdas no Estado

Com queda de até 41,7% do PIB, os quatro municípios de São Paulo com a pior produção de riquezas em 2012 sofrem com a dependência do setor de cana.

As duas maiores quedas ocorreram em Getulina (41,7%) e Uru (40,3%), municípios que eram dependentes da plantação de café e da pecuária, o que mudou em 2011 com o arrendamento de terras para cana.

Em Getulina, como as plantações de cana são altamente mecanizadas, o número de empregos no campo caiu 60%, o que refletiu no comércio e nos serviços.

Além disso, o valor referente à lavoura de cana parou de ser contabilizado no município e passou para as cidades onde estão as usinas. Com isso, o PIB do setor agrícola em Getulina caiu 89,2%, em 2012.

O prefeito de Uru, Benedito José Ribeiro (PSDB), disse que a queda do PIB resultou na redução de arrecadação do município.

“A riqueza é produzida aqui, mas é contabilizada em outras cidades. É complicado para nós, porque a cidade é pequena e é difícil trazer empresas para cá.”

Clementina e Buritizal, que tiveram queda no PIB de 38,5% e 32,3%, respectivamente, foram afetadas também por mudanças no setor sucroalcooleiro. As usinas instaladas nas cidades passaram a contabilizar a produção na sede de cooperativas.

Fonte: Folha de S. Paulo

X