Cana: chineses assinam acordo com governo paulista

Representantes da província de Henan, a mais populosa e economicamente ativa da China, assinaram nesta terça-feira (4), em São Paulo, um acordo de cooperação técnica em biocombustíveis com o governo do Estado. A parceria contempla a troca de informações entre pesquisadores chineses e brasileiros do Centro de Cana, ligado ao Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

O documento foi assinado pelo secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, João Sampaio, e pelo presidente da Comissão de Desenvolvimento e Reforma de Henan, Ren Wenjie. De acordo com Sampaio, o intercâmbio faz parte da estratégia do Governo para exportação de tecnologia sucroenergética. Já existem acordos semelhantes com pesquisadores do México, Angola e Moçambique.

O Centro de Cana, localizado em Ribeirão Preto, SP, com unidades de pesquisa espalhadas em São Paulo e outros Estados, já lançou 15 variedades de cana nos últimos dez anos. Possui um trabalho pioneiro para cana adaptada à colheita mecanizada, com menor utilização de água e defensivos agrícolas.

A comitiva chinesa encerra, nesta quarta-feira (5), sua programação ao Brasil. Em três dias de visita, o grupo conheceu a Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), em São Paulo, o IAC, em Campinas, além de empresas da região de Piracicaba.

X