Campo exporta 16% mais

As exportações do agronegócio cresceram 16% em março na comparação com o mesmo mês do ano passado. O volume exportado alcançou R$ 3,979 bilhões, novo recorde para o mês, segundo o Ministério da Agricultura.

As importações do setor atingiram US$ 583 milhões, um aumento de 28,4%. Já o superávit (exportações menos importações) totalizou US$ 3,395 bilhões, o que representa um crescimento de 14,3%.

O desempenho positivo é atribuído ao aumento das exportações de soja (38,8%), açúcar e álcool (46,4%), papel e celulose (21,2%), couros e seus produtos (15,2%) e carnes (5%).

As exportações do complexo soja totalizaram US$ 928 milhões, 30,8% acima do valor exportado em março de 2005 (US$ 710 milhões). O resultado foi impulsionado pelas vendas externas da soja em grão, que aumentaram 44,7% na quantidade exportada.

No entanto, as exportações de carnes já refletem os impactos da redução da demanda externa em função da gripe aviária e o do embargo russo, sobretudo nas exportações de carne suína.

As receitas dos exportadores de carnes cresceram 5% em março, com um decréscimo de 1% na quantidade exportada e aumento de 6% nos preços.

Nos três primeiros meses de 2006, as exportações do agronegócio somaram US$ 9,797 bilhões, recorde histórico para o período e 11,5% acima do valor exportado no primeiro trimestre de 2005.

X