Câmara do setor sucroalcooleiro se reúne em Maringá

A Câmara Técnica do Setor Sucroalcooleiro se reúne hoje (14), a partir das 9h, na sede do Serviço Social da Indústria (Sesi), em Maringá, PR, para discutir a situação dos cerca de 120 mil trabalhadores envolvidos com o plantio, extração, transformação e transporte da cana-de-açúcar no Paraná, além de elaborar a execução das propostas sugeridas pelos membros no último encontro. O encontro será coordenado pela Gerência Regional do Trabalho e Emprego no município.

Entre os assuntos que serão abordados na reunião está a realização de um seminário, que deverá acontecer em diversas regiões do Paraná, para apresentar aos empresários e trabalhadores questões relacionadas aos direitos trabalhistas. Outra proposta da Câmara Técnica é a criação de um check list, a ser aplicado nas 30 usinas existentes no Paraná. “A idéia é levantar dados sócio-econômicos das produtoras de álcool do Estado, para que possamos acompanhar de perto a realidade dos trabalhadores”, justifica o auditor fiscal da SRTE/PR, Sérgio de Barros.

A Câmara Técnica também está planejando a realização de mediações e audiências públicas em três usinas do Estado: em Cambará, Bandeirantes e Porecatu. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) apontam que, só na Usina Central de Porecatu, 232 autos de infração foram lavrados. Trinta e nove veículos da Usina foram interditados, sendo que treze destes estavam transportando trabalhadores junto aos agrotóxicos sem a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI´s).

A reunião deverá contar com a presença de representantes de trabalhadores e empresários da produção de cana-de-açúcar, como a Vale do Ivaí, a Sabarálcool e a Usina de Açúcar Santa Terezinha, atualmente a maior do Estado. Além deles, estarão presentes também o chefe de fiscalização da Gerência do Trabalhador em Maringá, Fernando Syllos, e o Gerente do Trabalho em Londrina, Dorival Arantes.

Cenário

De 2005 a 2008, a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Paraná realizou cerca de 100 ações fiscais no setor sucroalcooleiro, fiscalizando 40 empresas do segmento. Ao todo, os auditores fiscais registraram mais de 16 mil trabalhadores e lavraram 449 autos de infração. Segundo dados da Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (Alcopar), o Estado possui aproximadamente 611 mil hectares de cana plantados.

X