Cai moagem de cana no Centro-Sul

De 1 a 15 de outubro, a moagem de cana na região Centro-Sul somou 26,10 milhões de toneladas, 4,05% abaixo da quinzena anterior e queda de 29,92% em relação aos primeiros quinze dias de setembro. No acumulado desde o início da safra, a quantidade de cana moída alcançou 470,68 milhões de toneladas. Os dados foram divulgados na semana passada pela Unica – União da Indústria de Cana-de-Açúcar.

As chuvas que atingiram as principais áreas produtoras no início de outubro justificam este declínio da moagem quinzenal. O Diretor Técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, alerta que “esta elevada precipitação foi insuficiente para interromper a queda da produtividade agrícola do canavial colhido na região Centro-Sul”.

Segundo estatísticas apuradas pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), na primeira quinzena de outubro a produtividade agrícola declinou surpreendentes 23,3% em relação ao mesmo período de 2009. Desde o início da safra, em abril, a quebra já supera 4,8% na comparação com o acumulado no mesmo período da safra anterior.

Outro fator decisivo que ajuda a explicar a retração do volume de cana-de-açúcar processado na quinzena é o encerramento precoce da safra 2010/2011 por 23 unidades produtoras até 15 de outubro. Esse final antecipado se deve à menor disponibilidade de matéria-prima. Na mesma data na safra anterior, apenas duas usinas haviam encerrado a safra.

Qualidade da matéria-prima

A quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana-de-açúcar atingiu 143,17 kg na primeira quinzena de outubro, queda de 15,90% em relação aos 170,24 kg obtidos na quinzena anterior. Na realidade, esta redução era esperada e já fora antecipada na última atualização de safra, divulgada pela UNICA em 14 de outubro. Como esclarecido, a forma de cálculo do ATR impediu que se captasse a interrupção da moagem pelas unidades produtoras ocorrida ao final de setembro, em decorrência do maior volume de chuvas.

No acumulado desde abril até 15 de outubro, a concentração de ATR alcançou 142,20 kg por tonelada de matéria-prima, crescimento de 7,01% comparando-se ao mesmo período do último ano.

X