Busca de apoio interno e externo por Fraga reaviva mercado

A semana acaba com saldo positivo, sobretudo pelos primeiros sinais concretos de que o Brasil não segue a mesma trilha da vizinha Argentina, mais claros após o apoio obtido pelo presidente do Banco Central, Armínio Fraga, junto a instituições financeiras e organismos internacionais.

Fraga retorna dos EUA com o apoio de alguns dos manda-chuvas da economia internacional na mala: Horst Köhler, diretor-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Alan Greenspan, presidente do Federal reserve (o banco central norte-americano) e Paul O Neill, secretário do Tesouro dos EUA. (Folha de SP)

X