Brasil continuará a sofrer com barreiras nos EUA após eleições

A nova divisão de forças que as eleições de amanhã (2) produzirão no Congresso americano dificilmente provocará mudanças no tratamento que questões comerciais e outros assuntos de interesse do Brasil recebem ali.

Muitos candidatos do Partido Republicano fizeram discursos enfáticos a favor do livre comércio na campanha, mas a crise econômica tornou os americanos mais céticos sobre os benefícios que os EUA poderiam ter se ampliassem seus laços comerciais com outros países.

Segundo reportagem de Ricardo Balthazar, repórter especial da Folha de S. Paulo, embora o Brasil e os EUA tenham desistido há muito tempo de negociar um acordo desse tipo, a desconfiança do público americano afeta os interesses brasileiros porque tende a tornar o Congresso refratário mesmo a pequenas mudanças nessa área.

X