Bolsa de Nova York vai relançar contrato de etanol

A Bolsa de Nova York (Nybot) informou na quarta-feira que irá relançar o contrato futuro de etanol produzido a partir da cana-de-açúcar. O contrato está inativo há vários meses devido à falta de liquidez. Conforme informou a direção da Nybot, o primeiro contrato a ser relançado será com vencimento em novembro.

Ainda ontem, conforme agências internacionais, a multinacional com sede nos EUA Archer Daniels Midland (ADM) anunciou a construção de uma usina de etanol nos Estados Unidos. A unidade terá capacidade para produzir por ano 275 milhões de galões de etanol a partir do milho. A empresa também estuda produzir um combustível alternativo na mesma unidade, que ficará em Cedar Rapids, Estado de Iowa. A expectativa da empresa é concluir a obra em 2008.

No México, o governo do Estado de Veracruz inaugurou no povoado de Atoyac, em Córdova, uma destinalaria no complexo açucareiro Potrero. A unidade produzirá etanol a partir da cana-de-açúcar. A destilaria recebeu investimento de US$ 15 milhões e deverá produzir 100 mil litros de álcool por dia.

Ontem, os preços futuros do açúcar fecharam em queda na bolsa de Nova York, pressionados por vendas de especuladores. O contrato com vencimento em julho desvalorizou 9 pontos, para 17,38 centavos de dólar por libra-peso. O contrato para outubro recuou 10 pontos, para 17,71 centavos de dólar por libra-peso.

Na Bolsa de Londres, os preços futuros também recuaram, seguindo o

desempenho em Nova York. O contrato para outubro caiu US$ 2,40, para US$ 471,60 por tonelada. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o contrato para julho fechou a US$ 20,45 por saca, recuo de 0,20% no dia.

X