BNDES libera R$ 332,7 milhões para a Usina Batatais

A Usina Batatais, companhia sucroenergética controladora de unidades produtoras em Batatais e em Lins, no interior paulista, terá R$ 332,7 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para investimentos. 

Segundo o BNDES, os recursos financeiros serão empregados na ampliação da capacidade instalada de moagem da Usina Lins, com expansão do plantio e aumento da produção de vapor e da cogeração de energia, e também o reflorestamento das áreas vicinais às usinas Lins e Batatais. 

Moagem

Com o financiamento, a Usina Lins terá sua capacidade de moagem ampliada para até 4,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar/safra.

Para tanto, serão adquiridos equipamentos para aumentar a capacidade de recepção e de preparo de cana, a velocidade de moagem e a capacidade de tratamento do caldo para produção de açúcar e etanol. A compra de uma nova caldeira também permitirá incrementar a produção de vapor e a cogeração de energia. 

Para atender a nova capacidade processamento da Usina Lins, a empresa investirá ainda no plantio de 27,5 mil hectares (ha), dos quais 14 mil ha referentes à renovação dos canaviais e 13,5 mil ha relativos à expansão da área cultivada – além da aquisição de novos equipamentos agrícolas. 

Leia também: 

30 slides destacam os impactos das impurezas vegetais na moenda

Espécies nativas

Por fim, a Usina Batatais vai promover o plantio de espécies nativas em 300 hectares e 180 hectares de Áreas de Preservação Permanente (APP) próximas às usinas Batatais e Lins, respectivamente. 
Os investimentos da empresa devem ocorrer até meados de 2020, e os recursos do BNDES vão permitir a criação de 280 empregos diretos após a realização dos investimentos. 

 

X