BNDES aprova mais de R$ 480 mi para Vale do Ivinhema

img4694

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) acaba de aprovar financiamento de R$ 488,6 milhões para a Adecoagro Vale do Ivinhema, do Mato Grosso do Sul, nova usina do Grupo argentino. A unidade faz parte do complexo que integrará três usinas na região, entre elas a mais antiga do Grupo no Estado, a Angélica. Segundo o Banco, a Usina da Adecoagro Vale do Ivinhema deve processar 4,1 milhões de toneladas de cana por safra e após conclusão, o empreendimento deve gerar 1.360 novos empregos. 

O BNDES afirma que o projeto também inclui a instalação de uma unidade de cogeração de energia elétrica com capacidade de 120 MW e de linha de transmissão associada, além de apoio a projeto social voltado para a comunidade local. “O projeto será implantado em etapas, e o apoio do BNDES ficará restrito aos investimentos que serão realizados até 2014”, diz a nota.

Em nota, o Banco revela ainda que ao entrar em operação em 2014, o grupo atingirá uma moagem de cerca de 9,3 milhões de toneladas de cana, o que representaria, em termos atuais, uma participação próxima a 1,5% da moagem nacional.

A Adecoagro Vale do Ivinhema integra o Grupo Adecoagro, de controle internacional. Fundado em 2002, o grupo opera no Brasil, na Argentina e no Uruguai e desenvolve atividades no setor agropecuário, que incluem o cultivo de cereais, oleaginosas, lácteos, café, algodão e açúcar, produção de etanol, cogeração de energia e pecuária.

X