Austrália pode ir à OMC contra lei agrícola dos EUA

A Austrália está preparada para contestar na Organização Mundial do Comércio (OMC) a intenção dos Estados Unidos de aumentar os subsídios concedidos a seus produtores por meio da aprovação da Farm Bill, o projeto de lei agrícola dos EUA. Segundo o ministro da Agricultura australiano, Warren Truss, o país também pode impor taxas punitivas sobre qualquer produto americano subsidiado e exportado para a Austrália. A Farm Bill tramita no Congresso dos EUA desde o ano passado. Depois de versões bastante diferentes terem sido aprovadas na Câmara e no Senado, um comitê de conferência, formado por membros das duas Casas, foi instalado no início deste ano. As negociações foram concluídas na sexta-feira. O acordo preliminar alcançado entre senadores e deputados concede, nos próximos dez anos, US$ 180,5 bilhões aos produtores – US$ 73,5 bilhões em recursos novos e US$ 107 bilhões de programas já existentes. Espera-se para o início desta semana detalhes de como estes vultosos recursos serão repartidos. “Assim que tivermos detalhes da Farm Bill, certamente vamos analisar nossa opção de irmos à OMC”, afirmou o ministro da Agricultura da Austrália, Warren Truss, à rádio ABC. “Qualquer item que não esteja de acordo com as regras da OMC será contestado”. (O Estado de S. Paulo)

X