ATR médio avança e ajuda mix a ser mais açucareiro, diz INTL FCStone

usina denusa engrenagemAs chuvas registradas em 2016 registram a sazonalidade esperada na maioria das usinas de cana-de-açúcar da região Centro-Sul do País, mantendo projeção positiva para o ATR médio. Ele deve se concentrar, podendo chegar a 118 quilos por tonelada.

A previsão está em relatório recém-divulgado pela consultoria INTL FCStone, para quem a melhora na qualidade da cana-de-açúcar poderá ajudar o mix açucareiro a aumentar ainda mais. A previsão da empresa é de que esse mix vá para 42%.

Confira a seguir avaliações da INTL FCStone a partir da moagem da segunda quinzena de abril pelas usinas do Centro-Sul: 

1 – Considerando que o aumento do número de usinas em operação deve ser suficiente para incrementar a moagem ainda mais, o processamento de cana referente à segunda quinzena de abril deve ficar em 36,3 milhões de toneladas, 10,5% acima da quinzena anterior e 33,8% acima do mesmo período na safra passada

2 – É estimada produção de 1,7 milhões de toneladas de açúcar, 62,8% acima de 2015/16

3 – Já para a produção de etanol, é esperada uma divisão em 978,7 milhões de litros de hidratado e 482,3 milhões de litros de anidro

Botelho: mix mais açucareiro
Botelho: poucas paradas na colheita

João Paulo Botelho, analista de Mercado da INTL FCStone: 

“O clima na segunda quinzena não foi tão propício para as atividades de colheita, mas as chuvas levaram a paradas de, no máximo, dois dias, sendo que em algumas regiões a precipitação não foi suficiente para paralisar as atividades de moagem.”

 

X