Articulação brasileira na OMC contra a UE

Os esforços são grandes para que o governo brasileiro entre com o pedido de painel (comitê de arbitragem), ainda neste mês, contra a União Européia, na Organização Mundial do Comércio (OMC). O Brasil questiona a política de subsídios do bloco europeu para o açúcar. A próxima reunião agrícola na OMC está marcada para o dia 19 de maio.

Segundo uma fonte do Itamaraty em Genebra, os estudos feitos pelo Brasil sobre o regime de subsídios ainda não estão prontos. Para Eduardo de Carvalho, presidente da União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (Unica), os empresários não têm pressa. “Queremos fechar bem nossos argumentos antes de entrarmos com o pedido na OMC.”

O Brasil vai argumentar que a UE exporta com subsidios cerca de 1,6 milhão de toneladas de açúcar, importados de suas ex-colônias ACP (África, Caribe e Pacífico).

Articulação brasileira na OMC contra a UE

Os esforços são grandes para que o governo brasileiro entre com o pedido de painel (comitê de arbitragem), ainda neste mês, contra a União Européia, na Organização Mundial do Comércio (OMC). O Brasil questiona a política de subsídios do bloco europeu para o açúcar. A próxima reunião agrícola na OMC está marcada para o dia 19 de maio.

Segundo uma fonte do Itamaraty em Genebra, os estudos feitos pelo Brasil sobre o regime de subsídios ainda não estão prontos. Para Eduardo de Carvalho, presidente da União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (Unica), os empresários não têm pressa. “Queremos fechar bem nossos argumentos antes de entrarmos com o pedido na OMC.”

O Brasil vai argumentar que a UE exporta com subsidios cerca de 1,6 milhão de toneladas de açúcar, importados de suas ex-colônias ACP (África, Caribe e Pacífico).

X