Aposta nos biocombustíveis

Há dois anos, Bárbara Bordignon, 35 anos, não imaginava que seu futuro poderia estar ligado aos biocombustíveis. Na escola, a estudante sempre teve afinidade com matemática, química e física, mas deixou o sonho de uma faculdade na área para seguir trabalhando no comércio em Cachoeira do Sul, na Região Central. Hoje, está entre os 22 alunos que devem se formar no ano que vem como técnicos em biocombustíveis.

Enquanto espera pelo início do seu estágio na área – última fase do curso –, Bárbara sonha em seguir na pesquisa.

– Gosto de ficar no laboratório e de trabalhar com a produção do biocombustível, é isso que quero fazer – afirma.

Para se dedicar ao máximo à formação, abandonou o emprego e, além das aulas à noite, se prepara com outro curso de biocombustíveis durante o dia.

Mantido pela prefeitura do município, o curso técnico é gratuito para os estudantes e foi aberto para suprir a falta de mão de obra.

– A empresa Granol, que trabalha com a produção de biocombustível, precisava buscar profissionais fora da cidade e agora terá pessoal qualificado aqui – explica a coordenadora do curso, Rosimeri de Arreal.

Os profissionais podem trabalhar com biodiesel, etanol, carvão vegetal e biogás. A área de atuação pode ser tanto na produção da matéria-prima, ligados à agricultura familiar, quanto nas indústrias, nas usinas, em laboratórios ou no controle de qualidade.

– É a profissão do futuro, acredito que esse é um dos principais atrativos para o estudantes – afirma a professora.

A possibilidade de atuar em um mercado amplo despertou o interesse do jovem Fábio Natan Gomes, 20 anos.

– Posso trabalhar tanto aqui na cidade, quanto em outros locais. A cada dia percebemos que esse é um mercado em expansão – comemora.

Para o futuro, sonha poder abrir uma microusina de produção de biodiesel:

– Gosto de estar ligado à produção, a agricultura familiar é o que mais me interessa.

leticia.mendes@zerohora.com.br

LETÍCIA MENDES

Para ser um especialista

O curso: realizado em parceria entre o Instituto Federal Farroupilha de São Vicente do Sul e a prefeitura de Cachoeira do Sul. Os alunos passaram por uma prova seletiva

Aulas: teóricas e práticas, tanto em laboratórios quanto em visitas a usinas, cooperativas e propriedades rurais

Formação: técnico em biocombustíveis

Campo de atuação: indústrias de biodiesel, laboratórios de controle de qualidade, usinas de açúcar e álcool, destilarias, empresas distribuidoras de biocombustíveis, indústrias siderúrgicas demandantes de carvão vegetal, fazendas de produção e cooperativas

Duração: três semestres de aulas diárias mais estágio de 360 horas

X