Apla identifica mercado promissor na Tailândia

De 24 de maio a 2 de junho, o Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) por intermédio do Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution realizaram da missão prospectiva em Bangkok, na Tailândia. Segundo Flávio Castelar, diretor executivo do Apla, um dos principais objetivos da ação foi avaliar o segundo maior mercado açucareiro da Ásia, “Diante do cenário apresentado identificamos três principais áreas onde existem oportunidades de negócios para o Brasil: máquinas e equipamentos para mecanização agrícola, cogeração e produção de etanol”, revela.

Até 2017, a Tailândia, o segundo maior exportador de açúcar do mundo, pretende concluir a construção de 14 usinas de cana-de-açúcar, somando-se às atuais 50 unidades produtoras, explica o Apla.

Em Bangkok, Flavio Castelar foi recebido pelo embaixador do Brasil na Tailândia, Paulo Cesar de Meira Vasconcellos e participou do 5º Sugar Asia – um dos mais esperados eventos do setor na Ásia e no qual produtores debatem marketing, produção de estratégia e políticas para negócios sobre os temas açúcar, etanol, destilarias e bioenergia. Em sua palestra, Castelar abordou o tema “Evolução da cadeia produtiva no Brasil” mostrando o progresso do setor sucroenergético brasileiro.

img7018

X