“Apesar da saída de algumas usinas, expectativa é de moagem em alta”, diz Copersucar

copA Copersucar respondeu às perguntas do Portal JornalCana sobre o impacto da saída de associadas como a Usina Batatais, que deixou a comercializadora de açúcar e etanol no começo deste mês de março.

Leia mais: Copersucar perde três grupos de usinas de cana

A saída da Batatais, segundo seu diretor-presidente, Bernardo Biagi, foi efetivada após o cumprimento de aviso prévio por três anos. A partir de agora, e pelo prazo inicial contratual de três anos, a Batatais comercializará seu açúcar e etanol por meio do Grupo São Martinho.

 

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a Copersucar informa o seguinte:

1 – “Apesar de recentemente divulgada, a saída da [Usina] Batatais já estava negociada com a Copersucar, incluindo o cumprimento do aviso prévio de três anos, a se encerrar em 31/03/2016”

2 – “Apesar da saída de algumas usinas, a Copersucar mantém a expectativa de moagem total de cana de suas associadas em alta”

3 – “Para a Safra 2016/17, a previsão [da Copersucar] é de moagem superior a 90 milhões de toneladas, acima da média histórica desde a fundação da companhia, em 2008, e também do total desta safra, que termina no próximo dia 31 deste mês de março, ainda com a Batatais entre as associadas, o que demonstra a robustez do sistema”

Em viagem

O Portal JornalCana tentou fazer entrevista com o presidente da Copersucar, Paulo Roberto de Souza. Mas segundo a assessoria, não foi possível agendar a entrevista porque o executivo “está em viagem ao exterior.”

 

 

X