Álcool tem recorde de adulteração em SP

Aproximadamente 25% do álcool combustível vendido nos postos do Estado de São Paulo estão fora dos padrões de qualidade da ANP (Agência Nacional do Petróleo), informa a Folha Online. De acordo com a ANP, nos primeiros meses de 2002 o porcentual de álcool irregular encontrado nas bombas representou mais que o dobro do de gasolina, cuja taxa de adulteração é de 12%.

Para o diretor da ANP Luiz Horta Nogueira, o principal problema com o álcool não está na mistura de outros produtos, ao contrário do que ocorre com a gasolina, mas na qualidade do combustível produzido nas refinarias. “É falta de qualidade, e esse percentual está crescendo”, comenta Nogueira. Segundo ele, esse combustível também traz problemas para os motoristas. “Se está fora das normas técnicas, pode trazer problemas.” (UOL)

X