Alagoas é pioneira em Sistema de Gestão Ambiental

A Usina Guaxuma, do grupo João Lyra, localizada no município alagoano de Coruripe, foi primeira unidade sucroalcooleira do mundo a receber, em 2002, a certificação ISO 14001. A norma é internacionalmente reconhecida é define os requisitos para elaboração e operação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGI).

O selo foi concedido pela ABS Quality Evaluations, que observou os trabalhos de coleta seletiva de lixo, criação do laboratório biológico para controle da broca da cana, reciclagem de resíduos e redução de 50% no uso de adubo químico no plantio.

Atualmente, o Grupo reserva uma área superior a 10,5 mil hectares, 8 mil hectares só em Alagoas, para o Santuário Ecológico de Santa Tereza (Usina Uruba), o Refúgio das Capivaras (Usina Laginha) e o Santuário do Jacaré-de-papo-amarelo (Usina Guaxuma). Os investimentos em ações sócio-ambientais, nas cinco unidades do Grupo, giram em torno de R$ 5 milhões por ano.

As atividades ambientais do Grupo foram iniciadas ainda na década de 90. Em 1996, inaugurou o programa Natureza, Vamos Proteger, instituindo uma nova modelagem para a gestão da empresa. O cuidado com o meio ambiente foi paulatinamente incorporado aos processos industriais, com a adoção de normas de conduta observadas no SGI e pelos Centros de Controle de Qualidade Ambiental (CCQA).

A usina Caeté, matriz do Grupo Carlos Lyra, em São Miguel dos Campos, AL, está em fase de certificação ISO 14001. O selo reconhece que organizações podem estar preocupadas tanto com a sua lucratividade quanto com a gestão de impactos ambientais. Como parte das ações do SGI, a unidade Caeté já plantou 240 mil mudas de árvores nativas. Mais de 8,1 mil hectares foram destinados à preservação permanente.

A empresa também criou duas reservas particulares em Alagoas, protocoladas no Ibama. Uma delas é a maior do Estado, com quase 1,4 mil hectares. A outra é maior do que a capital, Maceió, com 449 hectares. O Grupo, com cinco unidades industriais, é segundo maior produtor de açúcar do Brasil, com uma produção estimada em 827,4 milhões de toneladas.

Alagoas Creates Pioneer Environmental Management System

In 2002, the Guaxuma Mill, a member of the João Lyra Group in Coruripe in the state of Alagoas, became the first ISO 14001 certified sugarcane alcohol unit in the world. This internationally recognized norm establishes the requirements for setting up and operating an Environmental Management System (EMS).

The seal was granted by ABS Quality Evaluations, who took into consideration the mill’s selective waste collection, the creation of a biological laboratory for sugarcane borer control, residual recycling and a 50% reduction in the use of chemical fertilizers.

The João Lyra Group currently reserves over 10.5 thousand hectares, 8 thousand of which are in the state of Alagoas, for the Santa Tereza Ecological Sanctuary (Uruba Mill), the Capivara Refuge (Laginha Mill), and the Broad-snouted Caiman Sanctuary (Guaxuma Mill). The social-environmental investments in the five units of the group total US$2.5 million a year.

The environmental activities of the João Lyra Group began in the 90s. In 1996, they inaugurated a program called Let’s Protect Nature, which created a new model of company management. Care for the environment was gradually incorporated into industrial processes, with the adoption of EMS and CCQA (Environmental Quality Control Centers) norms of conduct.

Caeté Mill, headquarters of the Carlos Lyra Group, in São Miguel dos Campos, AL, is in the process of receiving their ISO 14001 certification. This seal proves that companies can be concerned about the environmental impact of their activities with no detriment to their profitability. As part of their EMS activities, Caeté Mill has planted 240 thousand native tree sprouts. Over 8.1 thousand hectares were set apart for permanent preservation.

The company also created two private reserves in Alagoas, with an IBAMA (Brazilian Institute of Environment and Renewable Natural Resources) protocol. One of these is the largest reserve in the state, with an area of almost 1.4 thousand hectares. The other is larger than state capital Maceió, with an area of 449hectares. The João Lyra Group, with five industrial units, is the second largest sugar producer in Brazil, with an estimated yearly output of 827.4 million tons.

X