Agronegócio prevê exportar US$ 74 bilhões

O setor de agronegócio exportou de novembro de 2009 a outubro de 2010 US$ 73,88 bilhões, quebrando a marca histórica de dois anos atrás que foi de US$ 71,8 bilhões, e a previsão é de fechar o ano com mais de US$ 74 bilhões, definindo assim o novo recorde. A análise foi realizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Além disso, em outubro deste ano as vendas externas do setor atingiram a marca de US$ 6,99 bilhões, que não somente representa um crescimento de 27,7% ante o mesmo período de 2009, como também estabeleceu um novo recorde para o mês. As importações no mês aumentaram 24,1%, se comparadas ao mesmo período do ano passado, chegando a US$ 1,19 bilhão. Como resultado, o superávit da balança comercial foi de U$ 5,79 bilhões.

Entre os setores que mais contribuíram para o avanço das exportações agropecuárias estão o complexo sucroalcooleiro (44,1%), café (62%), sucos de frutas (50,3%), animais vivos (58,8%) e complexo soja – farelo, grão e óleo – (28%). Neste último, as vendas totalizaram US$ 984 milhões. O valor exportado dos grãos, principal item da pauta do complexo, aumentou 38,3% em relação ao registrado em outubro de 2009 que foi de US$ 310 milhões para US$ 429 milhões. O volume comercializado para o exterior aumentou 41,5% e os preços foram 2,2% inferiores.

A receita das exportações de carnes aumentou 6,4%, passando de US$ 1,139 bilhão, em outubro do ano passado, para US$ 1,213 bilhão, no mesmo mês deste ano. A venda de carne bovina in natura foi o destaque, sendo 20,6% superior, ante 2009.

X