Adecoagro investe R$ 21 milhões em tanques de estocagem de etanol

A Adecoagro investe R$ 21,2 milhões na construção de quatro tanques de estocagem de etanol em suas usinas de cana-de-açúcar no Brasil.

Listada na bolsa de Nova York, a Adecoagro controla três unidades sucroenergéticas no país, sendo uma em Minas Gerais e duas no Mato Grosso do Sul.

A informação sobre o investimento nos quatro tanques de estocam de etanol foi prestada por Renato Junqueira, diretor de Açúcar, Etanol e Energia da Adecoagro na sexta-feira (16/11) durante teleconferência com analistas divulgada pela imprensa.

O investimento em tanques de estocagem de etanol está em linha com recentes aportes para aumentar a moagem de cana-de-açúcar e ante os esforços para maximizar a produção do biocombustível.

Com o investimento, Junqueira afirmou que a capacidade de estocagem de etanol deve aumentar 43%. Atualmente, as três usinas que a companhia tem no Brasil têm capacidade para estocar 177 mil litros do produto, e passará a 257 mil litros quando o investimento estiver concluído.

O executivo também explicou na teleconferência que a maior capacidade de estocagem serve “para evitar vender etanol no pico da safra”, quando os preços estão mais baixos com a oferta abundante.

Adecoagro possui um cluster com duas usinas greenfieeld no estado do Mato Grosso do Sul: Angélica e Ivinhema. Em Minas Gerais, controla a Usina Monte Alegre (UMA).

As três unidades possuem capacidade de moagem de 11,2 milhões de toneladas de cana, conforme informações da Adecoagro em seu website. 

Além de controladora de três usinas de cana, a Adecoagro opera em vários outros setores do agronegócio no Brasil e em outros países.

Leia também:

Saiba como fazer o planejamento da Gestão da Mudança dentro das usinas

Desempenho no trimestre

No trimestre encerrado em 30 de setembro, a Adecoagro registrou lucro líquido de US$ 3,5 milhões, ante prejuízo no mesmo período do ano passado, e receita líquida de US$ 202,2 mil, queda de 21%.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) do negócio de cana caiu 13,9%, para US$ 64 milhões.

Atualmente, as usinas da companhia já têm uma capacidade elevada de produção de etanol, com um mix que chega a 75% do volume de cana processada. Com recentes ajustes na Usina Ivinhema, localizada no município de mesmo nome, em Mato Grosso do Sul, o mix deve ir para 80%.

Neste ano-safra (a Adecoagro considera como safra o período de janeiro a dezembro) , a companhia processou 8,6 milhões de toneladas de cana, 7,1% a mais do que no mesmo período do ano passado.

A moagem deste ano, entretanto, deve ser 5% menor do que a estimada inicialmente por causa das chuvas recentes, que superaram a média histórica.

 

X