Açucareira Guaíra conquista certificação Valore

A Usina Açucareira Guaíra, situada no município de Guaíra (SP), recebeu essa semana a certificação Valore Bronze da Bayer CropScience, após atender a requisitos exigidos pelo programa, que envolvem legislações que regulamentam o setor, responsabilidade ambiental e social. A empresa recebeu nota de 100% em todos os 140 requisitos do programa.

O processo teve início em outubro de 2013, durante o final da safra 2013/14 e início da 2014/15, com diagnóstico sobre a produção da usina e a adequação deste processo, de acordo com os requisitos estabelecidos. Durante a fase de adequação, a usina contou com acompanhamento técnico e com consultoria especializada do programa Valore.

Segundo Douglas Scalon, gerente do setor de Cana da região de Ribeirão Preto da Bayer CropScience, o principal objetivo do programa é assegurar a competitividade do produtor brasileiro. “O Valore beneficia os elos da cadeia produtiva e a sociedade de forma geral, por viabilizar a produção de alta qualidade e em quantidade para atender a alta demanda do mercado”, explica.

Eduardo Junqueira, Sócio-Diretor da Usina Açucareira Guaíra, diz que receber esta chancela concretiza todas as ações voltadas à sustentabilidade que a Usina Açucareira Guaíra vem realizando ao longo dos anos. “Esta certificação chegou para somar nossa produção e agregar valor à nossa imagem, além de atestar nosso comprometimento com o meio ambiente e com nossos colaboradores. Conquistamos a categoria Bronze graças ao comprometimento de toda a equipe envolvida”.

Os produtos da Usina têm como principais destinos países da Europa, África, Oriente Médio, além da China e Rússia.

Segundo Douglas Scalon, gerente do setor de Cana da região de Ribeirão Preto da Bayer CropScience, além da preocupação com a produção sustentável da cultura, o programa Valore da Bayer CropScience proporciona benefícios como sustentabilidade dos negócios no longo prazo; diferenciação do produto, assistência técnica e expertise de profissionais da empresa; boas práticas agrícolas, com uso racional de insumos e recursos naturais; qualificação profissional; melhor gestão dos negócios – alocação/utilização dos recursos de forma mais eficiente –; além da diminuição dos custos da produção; e maior produtividade.

X