Açúcar: Impulso da demanda

O açúcar demerara registrou ganhos na bolsa de Nova York ontem, em meio aos rumores de que a trading asiática Wilmar International iria adquirir novos volumes da commodity antes do vencimento do contrato mais curto (março). Assim, os contratos para maio encerraram em alta de 2,6% (36 pontos), a 14,36 centavos de dólar por libra-peso. A Wilmar tem atuado como um comprador regular quando os lotes de açúcar estão próximos do vencimento em Nova York, o que costuma sustentar os preços da commodity. Previsões de chuva no Brasil também dão certo suporte às cotações, porque podem atrasar a colheita de cana no Centro-Sul do país (maior fornecedor global de açúcar). No mercado interno, o indicador Cepea/Esalq ficou em R$ 79,43, com queda de 0,54%.

(Fonte: Valor)

X