Açúcar é apontado o vilão da alta dos preços em Pernambuco

O açúcar vem sendo considerado um dos principais responsáveis pelos aumentos de preços registrados nos supermercados pernambucanos nos últimos quatro meses. De acordo com o presidente da Associação Pernambucana de Supermercados, Geraldo Silva, os produtores aumentaram os preços em 47% nos últimos meses. No final de outubro este índice foi reduzido para 37%, o que levou o fardo de 30 quilos ao memso patamar registrado na primeira quinzena do mês passado, R$ 29,50.

A Apes partiu para a briga suspendendo as compras de açúcar, seguindo o exemplo adotado pelo grupo varejista Pão de Açúcar, que vem afixando cartazes em seus estabelecimentos indicando os fornecedores que elevaram seus preços.

O presidente do Sindicato das Indústrias do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, diz que os produtores não podem ser considerados os vilões pela alta dos preços. Segundo ele, os repasses dos últimos 30 dias foi de 22,22%, quando a saca de 50 quilos saltou de R$ 36,00 para R$ 44,00 no caso do produtor e chegando a R$ 50,00 no caso do varejo. Esse aumento, segundo o presidente do Sindaçúcar, poderia ser absorvido pelos distribuidores e varejistas que vinham trabalhando com uma margem bruta de remuneração da ordem de 30,56%.

X