Açúcar: Dólar e petróleo

nyse202way-bffd842e439f8967dda7d7cc5eef2a53bebf6e48-s6-c30O cenário macroeconômico global voltou a abalar o mercado futuro do açúcar ontem na bolsa de Nova  York. Os papéis do açúcar demerara para maio fecharam em 15,08 centavos de dólar, com queda de 27 pontos. O dólar registrou mais uma alta ante as moedas emergentes, entre elas o real, o que exerceu forte pressão sobre as cotações da commodity, já que a alta cambial aumenta a rentabilidade das vendas  externas do Brasil, maior exportador global de açúcar. O petróleo também registrou forte queda durante o
dia, acentuando a influência de baixa do açúcar. Os compradores também vêem no curto prazo uma oferta confortável, apesar da proximidade da entressafra no Centro-Sul. No mercado interno, o indicador Cepea/Esalq para o cristal caiu 0,19%, para R$ 51,96 a saca de 50 quilos.

(Fonte: Valor Econômico)

X