Açúcar, carros e soja puxam as exportações

Com o empurrão de um crescimento de 20,5% nas vendas externas do país em relação à segunda semana do mês, a balança comercial registrou na terceira semana de junho um superávit de US$ 565 milhões. Todas as categorias de produtos — com destaque para o açúcar em bruto, aos automóveis e a soja — tiveram crescimento de vendas, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. As exportações somaram US$ 1,306 bilhão e as importações, US$ 741 milhões.

Em relação a junho de 2002, as exportações do país subiram 40,6% no período mês porque houve esse aumento generalizado nas vendas. A média diária das vendas externas passou de US$ 204 milhões, em junho do ano passado, para US$ 286,8 milhões este ano. As exportações de básicos (categoria em que se situam os produtos agrícolas) subiram 86,6%, as de semimanufaturados, 58% e as de manufaturados (industrializados), 19,5%.

Entre esses produtos estão minério de ferro, celulose, semimanufaturados de ferro e aço e laminados planos de ferro e aço. Já em relação a maio de 2003, as vendas externas do país caíram 5,5%.

Do lado das importações, houve um aumento de 1,4% em relação a junho de 2002 devido ao crescimento das compras de siderúrgicos (37,2%), cereais e produtos de moagem (35%), adubos e fertilizantes (19,8%) e químicos orgânicos/inorgânicos (7,2%).

Superávit do ano chega a US$ 9,647

A média diária das importações passou de US$ 170 milhões em junho de 2002 para US$ 172,4 milhões esse ano. Já em relação a maio de 2003, as importações caíram 6,4% na terceira semana de junho.

No balanço semana a semana, as importações também subiram, registrando um crescimento de 10,8% em relação à segunda semana do mês. No mês, o saldo positivo da balança chega a US$ 1,602 bilhão, com exportações de US$ 4,015 bilhões e importações de US$ 2,413 bilhões. No acumulado do ano, o superávit sobe para US$ 9,647 bilhões, resultado de vendas de US$ 31,143 bilhões e compras de US$ 21,496 bilhões.

X