Açúcar atinge o menor preço em três meses

As cotações do açúcar demerara desabaram ontem na Coffee, Sugar and Cocoa Exchange (CSCE), atingindo o menor nível em três meses e meio. Forte movimento especulativo de vendas derrubou os preços em Nova York. Os contratos para outubro do açúcar fecharam a 6,68 centavos de dólar por libra-peso, em queda de 2,5% no dia.

“As vendas de açúcar foram generalizadas. Fundos, casas comerciais, todos liquidaram suas posições”, disse um trader.

Os preços não têm encontrado suporte em razão da safra recorde que Brasil e Tailândia deverão obter este ano. A Tailândia deverá produzir 7,2 milhões de toneladas, safra 16,5% maior que a do período anterior. Embora boa parte da safra brasileira seja destinada à produção de álcool, conforme acordo com o governo, ninguém duvida que o Brasil exportará grandes quantidades nesta safra.

A forte queda dos preços já está atraindo o interesse de compradores ao mercado internacional. A Tunísia, que recentemente comprou açúcar, deverá voltar à carga nos próximos dias. Indonésia e países do norte da África também devem entrar no mercado. Até mesmo o Iraque deverá comprar açúcar refinado dentro do programa de troca de petróleo por alimentos.

X