Abastecer com álcool deixa de ser vantajoso em SP, aponta ANP

Abastecer com álcool já não é mais vantajoso em São Paulo. Levantamento semanal de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo) mostra que o litro do combustível no Estado representa, em média, 71% do preço do litro da gasolina.

Cálculos de especialistas, baseados no poder calorífico dos combustíveis, apontam que o álcool é competitivo até chegar a 70% do preço da gasolina. Para fazer a conta, deve-se dividir o preço do álcool pelo da gasolina. Se o resultado ficar acima de 0,70, o álcool deixa de ser vantajoso.

Na semana de 13 a 19 de fevereiro, o litro do álcool nos postos paulistas custava, em média, R$ 1,769. Em relação a semana anterior, houve alta de 1,7% no preço do combustível.

O litro da gasolina estava cotado, em média, por R$ 2,489, preço estável na comparação com a semana anterior.

Segundo a pesquisa da ANP, compensa abastecer com álcool apenas no Mato Gro sso. Com a entressafra da produção de cana-de-açúcar, o litro do combustível está em alta em todo o país.

Na média de todo o país, custa R$ 1,889. Em vários estados, passa dos R$ 2, como no Rio de Janeiro, onde o litro é encontrado por R$ 2,028 médios.

X