5 informações sobre a Co 0238, variedade que avança nos canaviais da Índia

JornalCana publica 5 informações de destaque sobre a Co 0238, variedade que avança nos canaviais da Índia. As informações têm base em análise realizada pela equipe de Inteligência de Mercado da consultoria INTL FCStone.

Profissionais da consultoria estiveram recentemente em missão à Índia e foram a campo estudar as particularidades do mercado indiano para o setor sucroenergético.

1

Aumento de participação

nova variedade de cana-de-açúcar, a Co 0238, vem aumentando sua participação nas plantações do estado indiano Uttar Pradesh, maior produtor do país, e tem trazido resultados surpreendentes para a safra. Estima-se que hoje a proporção desta variedade no estado está entre 50% e 60% das lavouras.

2

Recorde de produção

De acordo com a estimativa da Associação Indiana das Usinas de Açúcar (ISMA), a produção de Uttar Pradesh deve atingir 10,5 milhões de toneladas de cana no ciclo 2017/18, 23,6% acima da safra passada, que já havia sido recorde. Em comparação com 2015/16 o saldo é de 54,1%.

3

Situação financeira

Vale destacar que, além da maior produtividade desta nova variedade, a situação financeira das usinas também contribuiu para o aumento.

4

Para açúcar e para o adoçante gur

Parte significativa da cana-de-açúcar produzida no estado não é destinada às usinas de açúcar, e sim às fábricas de gur – um adoçante pouco elaborado e produzido por manufaturas de pequeno porte, consumido como um substituto mais barato do açúcar e também utilizado para a produção informal de bebidas alcoólicas.

“Em anos em que as usinas estão com maiores dificuldades financeiras e acumulam muitas dividias com seus fornecedores de cana, estes últimos procuram mais os produtores de gur como uma forma de receber mais rapidamente o pagamento pela cana”, explica o Analista de Mercado da INTL FCStone, João Paulo Botelho.

5

Produtividade

Destaca-se ainda que, embora a área plantada do estado tenha ficado praticamente estável ao longo dos últimos anos, a produtividade tanto agrícola como industrial, apresentou salto considerável na safra passada e na atual.

“Ao contrário dos demais estados produtores indianos, a área plantada e a produtividade agrícola em Uttar Pradesh foram pouco afetadas pela crise hídrica causada pela monção fraca de 2015”, avalia Botelho.

Isso porque a maior parte da água utilizada pelas lavouras do estado vem de rios e riachos na bacia hidrográfica do rio Ganges que, por sua vez, é abastecido principalmente por água de degelo da cordilheira do Himalaia.

 

X