5 especificações históricas que devem ser considerados para produzir açúcar com qualidade

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Alberto Shintaku, do ITC

Em busca de máxima eficiência no processo dos subprodutos da cana-de-açúcar, técnicos industriais lançam mão de uma série de metodologias e sistemas. O consultor do Instituto de Tecnologia Canavieira (ITC), Alberto Shintaku, vai além dos métodos tradicionais e acrescenta o estudo de especificações históricas.

Leia mais: Modificações na recepção reduzem 40% das impurezas minerais e possibilita usina produzir açúcar branco

Para ele, traçar uma linha do tempo e fazer um passeio pelo passado até os dias recentes, no que diz respeito a produção de açúcar nas usinas de cana, redundará na produção do adoçante com qualidade e, por sua vez, com lucratividade.

Leia mais: Quais os efeitos da otimização energética para implantação de uma fábrica de açúcar

Ele elenca em sua cápsula do tempo da produção de açúcar, cinco especificações:
  1. Histórico: Especificação IAA, Who, Codex, Copersucar;
  2. O novo enfoque no diferencial de serviços;
  3. A especificação: VHP e VVHP;
  4. Atendimento aos clientes industriais;
  5. A especificação do açúcar cristal.

Leia mais: Saiba 4 sinais de que a moenda de uma usina está recebendo os cuidados básicos

Shintaku irá explanar todos os detalhes destes pontos durante sua palestra que será proferida no 5º Curso de Fabricação, Secagem e Embalagem de Açúcar, realizado no dia 30 de novembro no Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho (SP).

Leia mais: Engenheiro revela detalhes do processo de clarificação de açúcar por carbonatação

A programação do curso é especial e pode ser visualizada no site do evento clicando aqui.

Mais Informações
Telefone: (16) 3512.4300
Whatsapp: (16) 99119-5368
E-mail: thais@procana.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.