3 novas geadas estão previstas até o fim de setembro

cana_geada3Até a segunda quinzena de setembro próximo o País está sob a ameaça de registrar três novas geadas. Os fenômenos deverão novamente afetar áreas canavieiras como a que afetou canaviais no último fim de semana.

“Já sabemos que haverá três ondas intensas de frio vindo para o Brasil até setembro e elas provocam geadas”, afirma o agrometeorologista Marco Antonio dos Santos, da Somar Meteorologia.

Segundo o agrometeorologista, não é possível, por ora, saber se as geadas previstas até setembro terão intensidade semelhante a registrada no fim de semana passado.

Leia também: Maior parte das áreas de cana escapa da geada, diz Somar

“Para ter uma projeção [do grau da intensidade], será necessário esperar mais perto da data”, diz.

Conforme ele, não há previsão de novas geadas dentro dos próximos 15 dias.

Vítimas

A geada do fim de semana, segundo Santos, afetou principalmente as áreas canavieiras dos estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul. “No Paraná, o fenômeno afetou mais a região Norte do estado”, comenta.

Santos: três frentes intensas de frio devem gerar novas geadas
Santos: três frentes intensas de frio devem gerar novas geadas

O impacto da geada recente sobre os canaviais do Paraná e do Mato Grosso do Sul, conforme ele, não foi intenso. “Os técnicos avaliam a quantidade de cana afetada, mas não passa de 2% do total da área plantada.”

O Portal JornalCana apurou que o Paraná prevê moagem de 40 milhões de toneladas de cana na safra em andamento, a 2015/16. Já o Mato Grosso do Sul projeta moer 52 milhões de toneladas.

Se a geada afetou 2% da moagem prevista nos dois estados, equivale a 184 mil toneladas de cana.

 

 

 

X