3 destaques sobre a cana transgênica do CTC

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Durante o evento 11º Grande Encontro sobre Variedades de Cana-de-Açúcar, realizado entre 27 e 28/09 pelo Grupo IDEA em Ribeirão Preto, Ronaldo Onosaki, gerente de marketing do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) apresentou detalhes sobre a ALTHA20Bt, variedade transgênica da instituição.

Resistente à broca da cana (Diatraea sacharalis), a variedade de cana geneticamente modificada – a primeira do mundo – promete ganhos financeiros significativos para o setor sucroenergético, já que a broca, segundo o CTC, causa prejuízo de R$ 5 bilhões por safra.

JornalCana lista a seguir três destaques sobre a ALTHA20Bt apresentadas por Ronaldo Onosaki no evento do Grupo IDEA.

1 – Eficiência

A eficiência da cana transgênica nas primeiras áreas avaliadas obteve um índice de 98,5%. “É quase 100%. Em áreas de alta pressão, há um ou outro dano de broca”, afirma o gerente de marketing.

2 – Índice de infestação

Nos experimentos realizados, o índice de infestação na cana geneticamente modificada ficou em 0,14%, enquanto o da cana convencional em 7,6%.

 3 – Produtividade

“Nas áreas avaliadas, houve um ganho de 10% de tonelada de cana por hectare (TCH). Nas canas convencionais, a média de produtividade foi 95 TCH, enquanto que, nas áreas da 20Bt, o número foi de 105 TCH.”

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.