2011 promete para o açúcar

As perspectivas de venda externa do açúcar brasileiro são as melhores possíveis em 2011 devido a forte demanda externa. O quadro é tão promissor para o país, que recentemente a União Européia sinalizou que deve facilitar a importação de açúcar para os países membros para que não aconteça quadro semelhante a crise vivida por Portugal. Outro fator relevante é a queda de produção de açúcar na Austrália, um dos principais exportadores mundiais.

Em 2010, o Brasil comemorou com os números significantes de exportação de açúcar que avançaram 43%. Segundo especialistas, o aumento se deve a oferta restrita do produto no mercado internacional e a grande demanda externa. O país exportou US$ 8,6 bilhões de açúcar bruto no ano passado, informa a Secex – Secretaria do Comércio Exterior.

X